Selecionamos ideias para você empreender este ano.

Facebook

O ano de 2019 já começou e com ele vieram as expectativas dos empreendedores, especialmente em torno da melhora da situação econômica e da redução do desemprego. Estudo feito pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Pequenas e Microempresas (Sebrae) aponta que o setor de serviços é a principal aposta de quem pretende empreender neste ano, investindo na recuperação da economia. “Muitas pessoas decidem empreender com expectativas de melhorias e isso é bastante positivo, desde que haja o planejamento adequado”, alerta o professor Marcus Quintella, coordenador do MBA de Empreendedorismo da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Se você é um micro ou pequeno empreendedor que pretende investir em negócio próprio, já está na hora de iniciar o planejamento – já que o cenário econômico está bem mais otimista do que nos dois últimos anos.  Identificar as principais tendências do mercado de empreendedorismo é essencial para se diferenciar da concorrência já acirrada. Para ajudá-lo, preparamos uma lista com dez negócios e serviços que são tendência em 2019:

1 – Serviços pessoais:

Segundo levantamento do Sebrae, atividades como assistência ao paciente em domicílio; cabeleireiro, manicure e pedicure; instalações e manutenções elétricas; fotografia e casa de festas e eventos são áreas promissoras para investimentos.

2 – Ramo de alimentação:

Investir na área de alimentação é uma alternativa nunca cai de moda e esse é um mercado em franco crescimento: comida saudável, orgânicos, atendimento aos celíacos (intolerância a glúten e lactose). “Todo tipo de alimentação que saia do tradicional é promissora. Vale até repaginar o seu antigo bar, deixando-o com uma nova roupagem”, diz Quintella.

3 – Mercado pet:

Não é um novo ramo de investimento,  mas, sem dúvida é um mercado que está aquecido: dados da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação apontam um faturamento de R$ 18,9 bilhões no ano de 2018. “Muitas pessoas cuidam dos bichinhos como filhos. É tendência, sem dúvida, mas é preciso se diferenciar. Não adianta montar uma loja de ração na esquina”, diz o professor. Para ele, a dica é investir na fidelização do cliente, no atendimento personalizado, no cuidado pessoal. “Chamar os bichinhos e os donos pelo nome, por exemplo, não acontece nas grandes redes de petshop”, exemplifica. Outra dica é oferecer diferenciais, como o de levar e buscar para a tosa e banho. “São pequenas coisas que atraem e fidelizam o cliente para sempre”, afirma.

4 – Bens que atendem às necessidades básicas da população:

Investir em padarias/confeitarias; comércio de hortifrutigranjeiros; de bebidas; de calçados e vestuário são ramos promissores, segundo o relatório “Negócios Promissores de 2019” elaborado pelo Sebrae.

5 – Brechós:

Em tempos de crise, nada melhor do que comprar roupas boas e de marca em brechós, não é? Cada vez mais sofisticado e personalizado, esse tipo de negócio de venda de roupas usadas é uma das promessas para 2019, na avaliação do professor Marcus Quintella. Para ele, os brechós não são mais lojas de roupas velhas e, hoje em dia, com as redes sociais, ficou mais simples divulgar o negócio e atrair consumidores.

6Consertos e Reformas:

Esse é um mercado que segue as características do brechó: se não temos como comprar uma mercadoria nova, por que não consertá-la ou dar a ela uma nova roupagem? A sugestão, para quem gostaria de empreender nessa área, é trabalhar com conserto de eletrodomésticos ou de roupas.

7 – Desenvolvimento de aplicativos e infoprodutos:

Tudo que gira em torno de novas tecnologias, como jogos e aplicativos, são tendência de mercado. Os smartphones deixaram de ser mais um acessório para se tornar um objeto de primeira necessidade. Assim, empreender na área de jogos virtuais, de infoprodutos (livros, aulas, palestras) ou aplicativos que apresentem soluções práticas para questões do dia a dia é uma grande promessa de sucesso. Outro nicho são sites, blogs e ferramentas de atendimento ao consumidor, sem esquecer o cuidado com a navegabilidade, funcionalidade e acessibilidade.

8 – Aplicativos de tecnologia inédita:

Algo na linha de quebra de padrões, modificando completamente os conceitos de negócio. Exemplos bem-sucedidos como Netflix e Spotify no entretenimento, Uber no ramo dos transportes, Airbnb na área de hotelaria e Nubank na área financeira. Em todos esses casos, o ineditismo fez a diferença. Sendo assim, essa é uma área promissora para quem pretende desenvolver novas tecnologias e negócios.

9 – Microcervejarias:

Pode até parecer um negócio ultrapassado, mas ainda é uma boa fonte de renda. A criação de novos aromas e sabores continuam movimentando o público consumidor e, ao que tudo indica, as novidades não acabaram. Apesar disso, o professor Quintella faz um alerta importante: por ser um mercado já conhecido, é mais difícil você ter um diferencial. Além disso, é uma área que exige investimentos em máquinas especiais e local adequado para a fabricação das cervejas – o que requer um planejamento de negócios muito bem elaborado.

10 – Impressões 3D:

Ainda supernova no mercado, a área de impressão 3D está em pleno crescimento – e quem conseguir dominar esse nicho tende a empreender um negócio de sucesso. Hoje em dia, as principais empresas do setor são startups de fora do Brasil e ainda há muito mercado ser explorado.

Agora que você já tem boas ideias de negócio para 2019, confira também as novidades da NF-e 4.0, a atualização da nota fiscal eletrônica.

fonte: https://blog.cielo.com.br/2019/02/13/10-tendencias-de-pequenos-negocios-para-2019/

Compartilhar isto